Topo

Entrevistas

Entrevista com o advogado Marcos Antônio Conrado Moreira, fundador da Conrado Advocacia

DIREITOS – Dr. Marcos Conrado, o Senhor já é bastante conhecido e firmou-se na região como o maior especialista em Direito Previdenciário. Fale um pouco da sua vida e porque escolheu a advocacia.
Marcos Conrado – Inicialmente me formei em Ciências Econômicas. Entretanto, sentia que não era a profissão da minha aptidão. E por influência do meu saudoso pai, resolvi fazer o Curso de Direito me graduando no ano de 1988 e logo em seguida me tornei advogado. E realmente é atividade que tenho aptidão e me realiza profissionalmente, pois seguido o pensamento do grande jurista Saulo Ramos, “A advocacia é a sua suave obsessão, é o irresistível fascínio de lutar pela defesa do direito de alguém. Salvar liberdades, honras, patrimônio de toda a espécie, materiais e morais. Poder ajudar na cura de feridas abertas nas almas dos injustiçados, pobre ou ricos”. Então esta é a minha advocacia de buscar corrigir as injustiças cometidas contra cidadãos, e dentro de minha especialidade as injustiças cometidas pela Previdência Social aos seus segurados trabalhadores.

DIREITOS – Então Doutor, muita gente questiona o porquê do seu escritório ser instalado no bairro São Caetano e não na Avenida Cinquentenário (via principal de Itabuna), por exemplo?
MC – Por um período estive advogando no extremo sul do Estado da Bahia, pois com o falecimento de meu pai, tive a obrigação de administrar uma propriedade rural deixada por ele naquela região. Entretanto, tinha como objetivo montar um escritório em Itabuna assim que fosse possível, mas não queria abrir um escritório no centro da cidade, onde seria mais um advogado. Sempre tive o entendimento de que o São Caetano era um bairro diferenciado, e um escritório de advocacia neste bairro de início poderia haver alguma dificuldade, mas com um trabalho bem feito, com respeito e dignidade ao cliente e ética profissional, uma especialidade definida de atendimento, ou seja, advocacia previdenciária, poderíamos firmar e uma referência e é o que tem acontecido.

DIREITOS – E o público tem correspondido às suas expectativas?
MC – Tem correspondido muito, tanto os do São Caetano, como os dos demais bairros do município. E nosso trabalho vem sendo também procurado por cidadãos injustiçados de diversos municípios da região Sul do Estado.

Direitos – Sabemos da morosidade do Judiciário em julgar os processos. Qual a média de tempo para julgamento de uma causa previdenciária.
MC – É difícil falar em tempo para ocorrer o julgamento das ações previdenciárias, pois vários fatores podem ser determinantes para este lapso de tempo. Importante esclarecer, que as ações previdenciárias ajuizadas no Juizado Especial Federal, são mais rápidas, pois o rito processual sumário é mais simplificado, entretanto, têm que ser observados os prazos para não gerar nulidade, e após a sentença a parte vencida pode apresentar recurso. Nas ações previdenciárias o objeto é uma renda mensal que tem o caráter alimentar, destinado a subsistência do segurado autor, e na maioria dos casos a ação sendo julgada procedente, o Juízo mesmo que haja recurso do INSS, determina a implantação do benefício referente as parcelas a serem vencidas.

DIREITOS – O Senhor faz parte do corpo jurídico do Sindicato dos Aposentados e Pensionistas do Estado da Bahia (SINDAPEB) instituição Sul Baiana que presta um excelente serviço aos seus associados. Qual sua avaliação do Sindicato na busca dos direitos de seus associados?
MC – Tenho muita satisfação em fazer parte do corpo jurídico do SINDAPEB, pois tenho dito sempre que sou advogado previdenciário, com objetivo de orientar não só dos meus clientes, mas principalmente da causa previdenciária, com objetivo de orientar, instruir os segurados, aposentados e pensionistas do Sistema Previdenciário, e sei que o SINDAPEB também tem esta missão como importante e determinante para que os segurados da Previdência Social conheçam seus direitos.

DIREITOS – Quem são os profissionais que compõem o escritório Conrado Advocacia e quais as especialidades de cada um deles?
MC – O escritório Conrado Advocacia é composto por pai e filhos, na Advocacia Previdenciária atuo com meu filho Bruno Conrado, recém-formado e já integra o escritório. E na Advocacia Trabalhista e Defesa do Consumidor o filho mais velho Marcos Antônio Conrado. É um prazer e um orgulho muito grande para um pai, ter os filhos atuando na mesma profissão, ainda mais quando DEUS nos proporciona atuarmos juntos num mesmo escritório. É uma continuidade do ver nascer, crescer, se formar e agora a evolução e crescimento profissional.

DIREITOS – Qual o segredo do sucesso da Conrado Advocacia?
MC – Acho que é luta incansável pela defesa de meus clientes, buscando com ética e profissionalismo corrigir injustiças. Acho que é o respeito aos meus clientes, é proporcionar a todos que procuram o escritório, um atendimento humanizado, para isso contando com a dedicação e compromisso de duas excelentes secretárias, capacitadas para oferecer um atendimento de qualidade.

DIREITOS – Há previsão de expansão da Conrado Advocacia?
MC – A especialidade do escritório é Advocacia Previdenciária, Trabalhista e Defesa do Consumidor, no momento não pretendo agregar ao escritório outras especialidades do Direito. Entretanto, a expansão que pretendo é o atendimento na área Previdenciária e Trabalhista para outras cidades da região.

DIREITOS – Doutor Marcos Conrado, deixe uma mensagem para o trabalhador, aposentado, o pensionista e todos aqueles que estão sobre a proteção jurídica através do escritório “Conrado Advocacia” em causas previdenciárias e trabalhistas.
MC – Nosso escritório busca todos os dias modernizar, se aperfeiçoar, se capacitar, com o objetivo de estar sempre atualizado nas questões previdenciárias e trabalhistas, para proporcionar aos nossos clientes o melhor nestas especialidades do Direito, e também procurando dar um atendimento diferenciado ao nosso público quando chega a nosso escritório.

© 2017 - Jornal Direitos - Todos os direitos reservados
By inforsis and CL