Topo

Entrevistas

Entrevista com LUIZ GAVAZZA, diretor-presidente da BAHIAGÁS

DIREITOS - O senhor assumiu a presidência da Bahiagás no começo do ano de 2014 de lá para cá como está a Companhia?

Luis Gavazzza: A Bahiagás tem um rumo, uma direção, um planejamento estratégico traçado, amadurecido e atualizado, e que é de domínio do conjunto da Companhia. Nesses anos, a Bahiagás modernizou-se e expandiu a sua atuação, tendo como as principais diretrizes de gestão: a interiorização, a massificação e a diversificação do uso do gás natural.

O ano de 2014, meu primeiro ano à frente da Companhia, conseguimos manter o excelente desempenho que a Bahiagás vem conquistando: chegamos ao município de Lauro de Freitas; Concretizamos a abertura do processo licitatório para a realização do Projeto Executivo do Gasoduto Sudoeste, que terá aproximadamente 300 km. Será o maior gasoduto de distribuição do Nordeste e o segundo maior do Brasil. Em 2015, junto com o Governo do Estado, inauguramos o gasoduto Itabuna- Ilhéus e iniciamos o Projeto Executivo do Gasoduto Sudoeste, também teve o início das obras e da expansão da rede urbana de Feira de Santana que objetiva ampliar o atendimento aos segmentos comercial e residencial. A obra conta com investimento de cerca de R$ 7,5 milhões, com previsão de conclusão para 2016. Ao todo, serão mais 17 km de gasodutos na cidade.

DIREITOS - Qual a importância da construção do Gasoduto Itabuna – Ilhéus e qual foi o investimento feito?
Luiz Gavazza: O Gasoduto é a maior obra já executada pela Bahiagás, e também o maior investimento com participação do Governo do Estado na Região Sul no ano de 2015. Com investimento total de R$ 56 milhões, o Gasoduto Itabuna-Ilhéus possui 37 km de extensão. Com capacidade para escoar até 300.000 m³/dia de gás natural, o novo gasoduto fornece energético para os setores industrial, comercial, residencial e veicular, além dos empreendimentos previstos para serem instalados na região: Porto Sul e Zona de Processamento de Exportação (ZPE).

DIREITOS - Que tipos de consumidores poderão se beneficiar?
Luiz Gavazza: A Bahiagás ampliou a sua participação no desenvolvimento econômico e social do Sul do estado, onde já operava uma Estação de Distribuição e uma rede de fornecimento de gás natural em Itabuna desde 2011, para atendimento às principais indústrias e ao mercado de gás automotivo, comercial e residencial do município. O novo gasoduto atende inicialmente à demanda das indústrias instaladas no Distrito Industrial de Ilhéus. Numa segunda fase, o novo gasoduto também será responsável pelo abastecimento do gás natural para a região urbana de Ilhéus.

O gás natural tem um uso diverso e todos os consumidores podem se benefi ciar. Em Itabuna hoje, nós já estamos ofertando para as indústrias, em Ilhéus também há uma indústria consumindo, já temos postos de revenda do gás natural veicular em Itabuna e Ilhéus, portanto existe uma diversidade de consumidores que irão ser atingidos pelo Gasoduto Itabuna – Ilhéus.

DIREITOS - Quais os benefícios do gás natural para o consumidor?
Luiz Gavazza - Maior segurança, o gás natural é mais leve do que o ar, então ele se dissipa com facilidade. Possui um valor mais acessível, mais comodidade, o gás natural você só paga depois de ter consumido e é em rede. É mais ecológico e permite maior mobilidade urbana, hoje um dos problemas principais é diminuir o tráfego das grandes e médias cidades, sabemos que o GLP (botijão de gás) vai por caminhão, o gás natural vai por gasoduto, portanto também reduz os engarrafamentos, retira veículos pesados das vias urbanas, o que favorece a mobilidade urbana.

DIREITOS - O Gasoduto Sudoeste é o novo investimento da Bahiagás para levar o gás natural ao interior da Bahia, nos fale um pouco sobre este projeto:
Luiz Gavazza - A Bahiagás iniciou em 2015 o Projeto Executivo do Gasoduto Sudoeste, que terá aproximadamente 300 km, será o será o maior gasoduto de distribuição do Nordeste e o segundo maior do Brasil. O Projeto Executivo tem o valor estimado de cerca de R$ 7 milhões, e a obra toda de construção do Gasoduto Sudoeste está estimada no valor total de R$430 milhões, e ligará os municípios de Ipiaú a Brumado, passando por Jequié e Maracás, entre outros. No Extremo-Sul, a Companhia passou a fornecer gás natural em Eunápolis no ano de 2011, e no ano seguinte em Mucuri, atendendo as duas maiores empresas do segmento de celulose da Bahia.

DIREITOS - Bahiagás se preocupa também com as causas sociais, qual seu balanço nesta área desde que assumiu a presidência?
Luiz Gavazza: A Bahiagás é uma empresa que tem incorporado o conceito de responsabilidade social como forma de retribuir a confiança dos baianos na Companhia. A empresa patrocina projetos, tanto na capital quanto no interior, em áreas diversas. No campo dos esportes, o incentivo da Companhia contribuiu para que atletas de diferentes modalidades continuassem dando orgulho aos baianos, um exemplo é o nadador, Allan do Carmo, que em 2014 foi eleito pela Federação Internacional de Natação (Fina) como o melhor maratonista aquático do mundo.

Na cultura, investimos no maior Carnaval do planeta, valorizando a música baiana e o folião pipoca. Na área social apoiamos projetos importantes para a sociedade, como o Mutirão do Diabético de Itabuna, o Grupo de Apoio à Criança com Câncer (GACC), Ofi cina de Música Instituto de Cegos da Bahia, entre tantos outros. E assim a Bahiagás vem fortalecendo a relação com os baianos.

DIREITOS - Em relação ao Carnaval 2016, qual foi a participação da Bahiagás?
Luiz Gavazza: Neste ano de 2016, foram 28 projetos de patrocínio feitos pela Bahiagás com um investimento na ordem de R$ 2.390.000,00 (dois milhões, trezentos e noventa mil reais). A iniciativa atende aos objetivos da Companhia, no cumprimento das suas responsabilidades em apoiar e fomentar a Cultura, o Turismo e o Desenvolvimento Social no estado da Bahia.
Apoiando atrações em blocos e trios em todos os circuitos, shows em bairros de Salvador e ao carnaval do interior. Nomes consagrados no Carnaval e na música baiana também receberam o apoio da Companhia neste ano de 2016: Dentre os projetos selecionados, aquele que recebe o apoio com o maior volume de recursos é o do Trio Elétrico Armandinho, Dodô e Osmar.
A Bahiagás já patrocina desde o carnaval de 2008; O bloco Olodum desfi lou pelo seu 36º carnaval, com o tema ‘Brasil, mostra tua cara! Sou Olodum, quem tu és?’; Ilê Aiyê, com o tema ‘Recôncavo Baiano é Afrodescendente – Cara Preta’, o Ilê Aiyê desfi lou pelo 43º ano; Pipoca do Saulo, o cantor Saulo Fernandes fez, em 2016, o Carnaval inteiramente sem cordas e animando os foliões da pipoca. Projetos como o do cantor Carlos Pitta; Cantor Paulinho Boca; o ‘Carnaval com Zelito Miranda’, garantindo o espaço para o forró na festa; as cantoras Sarajane e Amanda Santiago; O ‘Black Semba’ de MagaryLord; o Bloco da Capoeira. A Bahiagás não se esqueceu das crianças e patrocinou dois blocos infantis: O Pequeno Príncipe Aira e o Bloco Ibéji.

DIREITOS - Acima o senhor citou que também apoiou atrações em outros bairros de Salvador e no interior da Bahia, quais foram?
Luiz Gavaza: Dentre os demais projetos apoiados em Salvador, está o X Carnaval do Nordeste de Amaralina, região que compreende uma vasta área geográfi ca, formada por quatro grandes bairros populares: Nordeste de Amaralina, Santa Cruz, Vale das Pedrinhas e Chapada do Rio Vermelho, e circundada por bairros tradicionais e considerados nobres, inclusive, em áreas de atuação da Bahiagás (Pituba, Itaigara, Rio Vermelho e Amaralina).
Também patrocinou atração na tradicional Mudança do Garcia no Circuito Riachão. Realizada há 37 anos, a tradicional Lavagem do Beco do Fuxico foi elencada como uma das ações importantes para a Companhia. Tendo em vista a história do município, e por se tratar de uma área de atuação e expansão da Bahiagás. O Carnaval Conquista Cultural, uma festa tradicional realizada em Vitória da Conquista, 3ª maior cidade da Bahia e com perspectivas de atuação e expansão da Companhia, foi o outro projeto do interior do estado contemplado no Carnaval 2016.

© 2017 - Jornal Direitos - Todos os direitos reservados
By inforsis and CL