Topo

Entrevistas

Dr. Marcos Antônio Conrado Moreira, advogado especialista em Direito Previdenciário e fundador da Conrado Advocacia

DIREITOS - Dr. Marcos Conrado, o Senhor se firmou na Bahia como um dos maiores especialista em Direito Previdenciário. Porque a escolha dessa área da advocacia?
Marcos Conrado - Inicialmente me formei em Ciências Econômicas, entretanto, sentia que não era a profissão que tinha aptidão. E por influência do meu saudoso pai, resolvi fazer o Curso de Direito me graduando no ano de 1988 e logo em seguida me tornei Advogado. E realmente é atividade que me realiza profissionalmente, pois seguindo o pensamento do grande jurista Saulo Ramos, “A Advocacia é a suave obsessão, e o irresistível fascínio de lutar pela defesa do direito de alguém. Salvar liberdades, honras, patrimônios de toda espécie, materiais e morais. Poder ajudar na cura de feridas abertas na alma dos injustiçados, pobres ou ricos”. Então esta é a minha advocacia de buscar corrigir as injustiças cometidas contra cidadãos, e dentro de minha especialidade as injustiças cometidas pela Previdência Social aos seus segurados trabalhadores.

DIREITOS – Como o doutor define sua prática nas lides jurídicas e da equipe Conrado Advocacia, que por sinal é composta por seus filhos e daí advém o slogan do escritório: “Tradição que passa de pai para filho”?
Marcos Conrado – Somos profissionais especializados em áreas especificas do Direito e dedicamos atenção especial a cada caso, como se fosse único, sempre em busca de resultados que assegurem os direitos de seus clientes. Em poucas palavras, assim pode ser definido os profissionais da advocacia do escritório Conrado Advocacia, há 14 anos instalado, no São Caetano, um dos bairros mais populoso e movimentado da cidade de Itabuna. E a frente desse trabalho, tem eu, que respondo pela área Previdenciária, juntamente com o meu filho, Dr. Bruno Conrado. E o outro meu filho, Dr. Marcos Antônio Conrado, atua nas áreas Trabalhista e Defesa do Consumidor.

DIREITOS – A que ou a quem Dr. Marcos Conrado credita o sucesso do escritório Conrado Advocacia?
Marcos Conrado – A credibilidade conquistada pelo escritório é fruto, indiscutível, da competência dos advogados que nele atuam. Além do amplo conhecimento na área jurídica, eles procuram respaldar na ética o trabalho desenvolvido. Não é à toa, portanto, que o local se tornou um dos mais procurados por clientes da cidade, bem como de outras regiões da Bahia e até mesmo de outros Estados, a exemplo, de Sergipe, Espirito Santos e Minas Gerais. Além disso, aqui procuramos prestar o melhor serviço, informando, orientando e defendendo os clientes de violações de seus direitos, como as injustiças praticadas pela Previdência Social com seus segurados.

DIREITOS – As pessoas sempre perguntam o porquê de o escritório Conrado Advocacia ter optado pelo bairro São Caetano e não pelo centro da cidade?
Marcos Conrado - Por um período estive advogado no extremo sul do Estado da Bahia, pois com o falecimento do meu pai, tive a obrigação de administrar uma propriedade rural deixada por ele naquela região. Entretanto, tinha como objetivo montar um escritório em Itabuna assim que fosse possível. Não queria abrir um escritório no centro da cidade, onde seria mais um advogado. Sempre tive o entendimento que o bairro São Caetano era um bairro diferenciado, e um escritório de advocacia neste bairro de início poderia haver alguma dificuldade, mais com um trabalho bem feito, com respeito e dignidade ao cliente e ética profissional, uma especialidade definida de atendimento, que no caso foi a advocacia previdenciária, poderia firmar uma referência e é o que tem acontecido. O escritório funciona desde o ano de 2002, está localizado em local de destaque do bairro, em frente à Praça Simão Firmam, e tem procurado no dia a dia aperfeiçoar o atendimento aos clientes, tanto na estrutura do escritório como na humanização dos serviços prestados.

DIREITOS - E a clientela tem correspondido as expectativas?
Marcos Conrado - O público tem correspondido muito além da expectativa, tanto na área previdenciária, como na trabalhista e defesa do consumidor. Sentimos que o público é muito carente de informações, principalmente em relação aos seus direitos. E nestas três áreas em que o escritório atua, procuramos independente de ser cliente, orientar, informar, transmitir elementos para que estas pessoas tenham consciência de seus direitos e possam exercê- los. E diariamente recebemos pessoas de cidades do sul, extremo e baixo sul da Bahia, bem como do Sudoeste baiano.

DIREITOS – Como é sua atuação junto Sindicato dos Aposentados e Pensionistas do Estado da Bahia – Sindapeb?
Marcos Conrado - Como Advogado Previdenciário, faço parte do corpo jurídico do Sindicato dos Aposentados e Pensionistas do Estado da Bahia – Sindapeb, sempre com o objetivo de como advogado da causa previdenciária, orientar, transmitir aos segurados, aposentados e pensionistas do sistema previdenciário os seus direitos, e mantê-los informados e atualizados sobre sistemas de revisões de ato de concessão ou de renda mensal inicial que são possíveis e acatadas pelo Poder Judiciário.

DIREITOS – O que o profissional do Direito precisa para se tornar um profissional respeitado?
Marcos Conrado – Entendemos que o que vai ser determinante são o interesse e a dedicação, e cursos de especializações qualificados. Importante é analisar em que área do Direito o advogado mais se identifica, e a partir daí construir sua trajetória, buscando sempre ser uma referência na especialidade que escolher. Agora para o advogado atuar e ter o escritório como referência é um longo caminho, que deve ser construído no dia a dia, e vários fatores serão determinantes: conhecimento; ética; profissionalismo; atendimento diferenciado ao seu público; aceitação da comunidade, etc...

DIREITOS - O Direito Previdenciário está sempre em evolução e são constantes as modificações em suas normas e diretrizes, como o Dr. se mantém atualizado?
Marcos Conrado - Hoje como Advogado Previdenciário tenho que estar no dia a dia estudando e me aperfeiçoando sobre o tema, visando a cada dia consolidar minhas teses previdenciárias, para que estejam sempre aptas a derrubar todos obstáculos criados pelo sistema para dificultar que os segurados da Previdência Social tenham acesso aos seus Direitos Previdenciários, ou corrigir os benefícios que foram concedidos de forma equivocada, tanto no ato concessório quando na renda mensal. Como associado do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP), semanalmente recebo boletim informativo de todos os acontecimentos e decisões previdenciárias ocorridas no período, portanto, sempre estou atualizado. Também duas ou três vezes ao ano estou participando dos eventos promovidos pelo Instituto, como congresso, seminários e cursos, que também é uma maneira de discutir o tema previdenciário, e também estar atualizado.

© 2017 - Jornal Direitos - Todos os direitos reservados
By inforsis and CL