Topo

Entrevistas

Entrevista com o Presidente da Câmara de Vereadores de Itabuna – Chico Reis (PSDB).



DIREITOS - Como presidente da Câmara de Vereadores, eleito para o biênio 2017- 2018, quais são as suas propostas para este período?

Chico Reis - Primeiro dar transparência dos gastos feitos pela Câmara de Vereadores; promover a Câmara Itinerante; divulgar todos os atos que a Câmara for fazer para que a população fique ciente do que os vereadores estão fazendo, entre outras coisas.

DIREITOS - O senhor se elegeu vereador em oposição ao prefeito Fernando Gomes. Agora eleito presidente da Câmara como será a sua relação com o Executivo itabunense?
Chico Reis - Fernando Gomes se elegeu por um partido e eu me elegi por outro, mas hoje é de independência, não existe nem oposição e nem situação. O que for bom para o povo estarei de acordo, e o que for ruim votarei contra.

DIREITOS - O senhor faz parte do grupo político do Deputado Estadual Augusto Castro (PSDB). Qual a participação dele em sua eleição para a presidência da Câmara?
Chico Reis - Como na minha eleição para vereador, e agora para presidente da Casa, ele não teve nenhuma participação. Faço parte do PSDB. Eu fazia parte do grupo de Augusto Castro quando ele era candidato a Deputado Estadual. Hoje ele segue o caminho dele e eu sigo o meu, mas somos do mesmo partido, o PSDB.

DIREITOS - Os últimos presidentes que passaram pela Câmara prometeram dotá-la de sede própria. O senhor pensa em realizar tal intento?
Chico Reis - Hoje nós estamos aqui locados em um imóvel que é da FICC, então, penso que sim. Já tive uma conversa com o prefeito para poder fazer uma sede própria da Câmara de Vereadores. Vamos entregar o espaço, que é da Cultura. Precisamos ter um espaço próprio para legislar. Nós estamos hoje aqui invadindo um espaço que é não é nosso.

DIREITOS - O senhor foi homenageado com a Comenda Monsenhor Moisés no centenário da Santa Casa de Misericórdia. Fale sobre esta homenagem.
Chico Reis - Foi um trabalho que vinhamos fazendo no mandato anterior, então, fui reconhecido. Fiquei feliz por este reconhecimento, porque a gente briga pelo que é bom para a sociedade. A Santa Casa (Calixto Midlej, Manoel Novaes, São Lucas, Plansul e Cemitério) tem esse papel, então por isso nossa briga junto ao prefeito para trazer mais recursos. A nossa luta foi reconhecida pela Santa Casa.

DIREITOS - O Jornal DIREITOS no último dia 15/1/2017 completou 8 anos de fundação nas versões impressa e on-line www.jornaldireitos. com e o senhor, ainda na Faculdade de Direito, o viu viu nascer. Qual a mensagem que deixa para os nossos leitores?
Chico Reis - Eu lembro quando Vercil Rodrigues fundou o Jornal Direitos. Hoje está levando este conceituado veículo de comunicação com muita competência. Lembro sim, foi há 8 anos e eu na época era estudante de Direito. Quero aproveitar a oportunidade e convidar a comunidade de Itabuna a frequentar a Casa Legislativa, que aqui é a Casa do Povo, a Casa das Leis. A população precisar estar presente, principalmente os leitores do jornal Direitos, que são formadores de opinião.

DIREITOS - A Câmara votou, em regime de urgência, três projetos do Executivo, dentre eles: a Polícia Municipal, antiga Guarda Municipal, e também a reforma administrativa. Vocês tiveram todo o cuidado e tempo necessários para que o projeto saísse daqui com toda segurança para os servidores e para que não gerasse nenhuma despesa excessiva para o município. Como o senhor viu a tramitação destas matérias aqui na Câmara Municipal?
Chico Reis - Fizemos de acordo com o regimento interno da Casa, não foi passado por cima do mesmo. Fizemos de acordo com a Lei e tivemos a recomendação do Ministério Público. Fizemos também uma análise minunciosa junto ao jurídico da casa. Portanto, fizemos tudo certinho, tudo o que o regimento diz. A reforma administrativa foi aprovada pelos vereadores e foi bem discutida por mais de 20 dias. O projeto da Guarda Municipal também teve a total atenção da Casa. Por tudo isso posso garantir que todos os vereadores estão de parabéns pelo trabalho que desenvolveram.

DIREITOS - O senhor pretende aproximar da população este trabalho do Legislativo - os vereadores aonde na verdade eles são eleitos - e mostrar para a população o verdadeiro papel do vereador. O senhor pretende fazer isto através de sessões itinerantes que vão acontecer nos bairros?
Chico Reis - Vamos fazer a Câmara Itinerante, sempre divulgando duas semanas antes para a comunidade ficar ciente do que vai acontecer. O cidadão vai poder ver qual é o papel do edil no Legislativo Municipal. Por sua vez os moradores vão poder fazer suas reclamações, e o vereador ouvir, porque o vereador tem que ser cobrado, e esse é um meio de ser feito esta cobrança.

DIREITOS - O senhor pretende intensificar com a mídia uma parceria para dar transparência dos atos de sua gestão?
Chico Reis - Sim, queremos! Hoje nós temos o Portal da Transparência, mas as pessoas não utilizam para analisar o que a Câmara recebeu, o que a Câmara gastou. Nós vamos divulgar através de mídia impressa e eletrônica (outdoor, revistas, jornais e rádios), para que as pessoas possam ter conhecimento daquilo que a Câmara recebeu, daquilo que a Câmara gastou e poder cobrar. O cidadão precisa saber por que a Câmara gastou com isso ou com aquilo e cobrar do vereador.

DIREITOS - Deixe o seu convite para as pessoas comparecerem às sessões que ocorrem às segundas e terças–feiras (Comissões Técnicas) e as sessões das quartas–feiras (Plenárias).
Chico Reis - Quero parabenizar o jornalista e advogado Vercil Rodrigues pelo Jornal Direitos. Quero agradecer a oportunidade de falar com os seus leitores e deixar o convite para que a população compareça às segundas e terças- feiras nas sessões de comissões e às quartas-feiras na sessão ordinária. Precisamos da presença da sociedade civil organizada na nossa casa, assistindo as sessões, participando no processo de desenvolvimento da nossa cidade.

© 2017 - Jornal Direitos - Todos os direitos reservados
By inforsis and CL