Topo

Entrevistas

Entrevista com Ivann Krebs Montenegro – Presidente da Academia Grapiuna de Letras (AGRAL), primeira do gênero em Itabuna.

DIREITOS – O que é uma Academia de Letras?
Ivann Krebs Montenegro - Academia de Letras é uma instituição de cunho linguístico e literário que se regozija em poder reunir num todo cultural uma quantidade determinada de membros efetivos e outra de membros correspondentes, escolhidos entre as pessoas de destaque nas artes e na literatura. Remonta à Academia de Platão, fundada pelo célebre filósofo grego, nos jardins que foram pertencentes ao herói Akademus, na qual buscava-se pela dialética socrática, o saber pelo questionamento e pelo debate, diferentemente da escola de Isócrates, em que a repetição do saber se constituía no conhecimento. A França foi quem primeiro adotou o modelo de Academia, que temos como tradição.

DIREITOS – Uma academia é formada apenas por escritores?
Ivann Montenegro - Não necessariamente. As Academias de Letras, a exemplo da Academia Brasileira de Letras, são compostas por escritores renomados, que tenham seu papel de colaboradores para o crescimento da cultura bem definidos. Mas, nem sempre é possível, em regiões menores, ter o número necessário de acadêmicos dentro do meio literário. Surgiram então as academias mistas. Existem academias de Letras e Artes, Letras Ciências e Artes, Letras e Música, como também existem academias formadas por segmentos da sociedade, como academias maçônicas, jurídica, de medicina, entre outras.

DIREITOS – Por que se fundar uma Academia de Letras?
Ivann Montenegro - O homem, por natureza, é um ser desbravador, inclusive de seu intelecto. E a agremiação de pessoas dotadas de capacidade para debater e questionar, propor métodos, incentivar mentes a pensarem, é uma exigência. Ao se reunirem, faíscas de criação intelectual podem ser sentidas por todos. E, quando tudo isto é materializado numa academia, o significado é prontamente entendido e apreendido pela comunidade, que, através das atividades desenvolvidas, absorve e cresce culturalmente.

DIREITOS – Em uma Academia de Letras, as vagas existentes são preenchidas de que forma? Existe rotatividade?
Ivann Montenegro - Esta é uma pergunta bastante interessante. As vagas em uma Academia de Letras, chamadas de Cadeiras, tem caráter vitalício, são ocupadas por pessoas que tenham sido escolhidas entres os acadêmicos já instalados, que ocupam estas cadeiras, que são numeradas e recebem, de seu primeiro ocupante o nome de um Patrono, que será usado para sempre. A vaga se dá por motivo de morte de um acadêmico, quando então se fará indicação de nomes, e, entre estes nomes é feita a escolha do novo ocupante da referida cadeira, ou vaga.

DIREITOS – Quando foi fundada, e como está hoje a AGRAL – Academia Grapiúna de Letras?
Ivann Montenegro - A AGRAL, primeira entidade privada no campo das letras em nossa região, é uma instituição independente fundada em 04 de abril de 2011, por literatos como ANTÔNIO DA SILVA COSTA, IVANN KREBS MONTENEGRO, JORGE RIBEIRO CARRILHO, JOSÉ CARLOS DE OLIVEIRA, RAMIRO SOARES DE AQUINO, VERCIL RODRIGUES e WASHINGTON FARIA DE CERQUEIRA. Encontra-se em fase de escolha dos literatos grapiúnas, de forma comedida, evitando-se assim o não cometimento de injustiças. Hoje contamos com 36 acadêmicos, e em breve, em sessão solene de posse, as 04 últimas cadeiras serão preenchidas por nomes escolhidos dentre os que estão sendo analisados, totalizando o número de 40 cadeiras.

© 2017 - Jornal Direitos - Todos os direitos reservados
By inforsis and CL